El Pelegrino - Dicas


Dicas de
Planejamento:


Dicas sobre:

Visto de entrada na Europa

Brasileiros não precisam de vistos de entrada nos países europeus que fazem parte da Convenção de Schengen (França, Alemanha, Grécia, Espanha, Itália, Áustria, Portugal, Finlândia, Suécia, Noruega, Bélgica, Holanda, Dinamarca, Islândia e Luxemburgo), mas nada impede que os oficiais de Aduana de pedirem a documentação exigida.


Aeroporto de Orly - Paris


Os documentos são: Passaporte, seguro-saúde, reserva de hospedagem, passagem aérea de ida e volta, comprovante de recursos monetários de 60 euros diários, cartão de crédito internacional e o motivo da viagem.


Certamente os fiscais de alfândega são bastante rigorosos com imigrantes sul-americanos e com a crise econômica mundial o rigor aumentou mais.


Nada que nós Peregrinos temos que nos preocupar, pois temos uma carta na Manga, a Credencial do Peregrino!


Sair do Brasil com a Credencial do Peregrino lhe abrirá diversas portas, uma vez que o status de peregrino é muito respeitado pelos europeus.


Apesar de eu não ter as características de um tradicional peregrino e também de não estar de posse da Credencial na minha primeira peregrinação, quando eu falei das minhas intenções em fazer o Caminho de Santiago, todas as perguntas que o fiscal da alfândega iria me fazer foram respondidas.


Um dos maiores temores que eu tinha era a de ser barrado na entrada da Europa, escutei muitos relatos de gente que eram barradas e todo o planejamento efetuado tinha ido por água abaixo.


Outra informação importante que tenho a passar é que leve toda a documentação necessária para entrar na Europa, para garantir que nada dê errado.


Revista em aeroporto europeu


Avaliando todas as exigências, podemos ver que não há nada que devemos nos preocupar, afinal somos Peregrinos!