El Pelegrino - Dicas


Dicas de
Planejamento:


Dicas sobre:

Sinalização no Caminho de Santiago.


A história diz que o Pároco de O Cebreiro, Elias Valiña, começou a pintar setas com tinta amarela o Caminho para orientar os peregrinos, quando a localidade passou por obras rodoviárias.



Modelos de sinalização encontrados no Caminho de Santiago de Compostela.



Uma vez que muitos peregrinos e moradores do Caminho de Santiago continuaram a sua tradição, retocando as setas apagadas e pintando novas cada vez mais longe de Santiago.


A idéia era simples, informar a direção da Catedral de Santiago e facilitar a vida dos peregrinos que seguiam pelo Caminho na região da Galícia.


Naturalmente essa idéia foi abrangendo as outras regiões da Espanha e foram se espalhando por toda à Europa.


Aos poucos, as setas amarelas tornaram-se um símbolo do Caminho de Santiago de Compostela, agora mais do que orientar os peregrinos são uma verdadeira imagem e negócio de merchandising do próprio Caminho.


Uma variedade de produtos como; pins, canecas, camisas, chaveiros e qualquer coisa que você pode imaginar e colocar uma seta amarela são encontradas à venda.


Nos dias atuais e com todo o reconhecimento que o Caminho de Santiago de Compostela possui, o Conselho da Europa normatizou a sinalização do Caminho em toda à Europa.


Através de concurso, foram escolhidos a Vieira apontada para a direita, para identificar o Caminho de Santiago e a seta amarela para indicar a direção.


As cores devem seguir o padrão do amarelo em fundo azul, como mostrado acima.



Sinalização nas Gr's e PR's na França.



Alguns outros marcos de sinalização também são encontrados pelo Caminho de Santiago para orientar os peregrinos, como os tradicionais Cruzeiros (Cruz em cimento) e Marcos com a Vieira.


Há também os sinais de senderismos que indicam as GR's (grandes rotas) e PR's (pequenas rotas), muito utilizados para indicar os Caminhos que cruzam a França.


Posso dizer que na primeira vez que segui Rumo à Santiago de Compostela fiquei um pouco intrigado no meu primeiro dia, pois havia uma variedade de sinais indicando o Caminho.


É claro que em muitas vezes a indicação de quilometragem não está correta e em alguns casos as setas levam os peregrinos a passar por alguns locais não tão desejados, como um pequeno comércio local.


Atualmente, as associações e pessoas ligadas ao Caminho estudam diversas formas de conter os chamados Caminhos Alternativos, que em alguns casos são mais interessantes que o traçado original.


A verdade é que o peregrino não deve se preocupar muito com isso e como antigamente deve acreditar que, seguindo as setas amarelas chegará a Catedral em Santiago de Compostela.



Marco nos Pirineus indicando a distância e a inclinação do terreno até Roncesvalles.



Você poderá encontra mais informações sobre a sinalização dos Caminhos que levam à Santiago de Compostela através dos manuais e atas sobre o assunto nos links abaixo: