El Pelegrino - Curiosidades


Sobre:

O Caminho de Santiago de Compostela

Os caminhos espalham-se por toda a Europa e vão todos entroncar aos caminhos franceses que posteriormente se ligam aos espanhóis, com exceção das várias vias do Caminho Português, que têm origem a sul, e do Caminho Inglês que vem do norte.


Rota do Caminho Francês


O Caminho de Santiago entrou na história há doze séculos, quando foram encontrados os restos mortais do apóstolo, São Tiago, ou Santiago, na que hoje é a cidade de Santiago de Compostela.


Esta rota une diversas países da Europa à Santiago de Compostela e vem sendo seguida por milhões de pessoas das mais variadas procedências.


O itinerário mais famoso é o chamado Caminho Francês, que absorve a maioria dos caminhos vindos do continente europeu e se dirige a Santiago atravessando toda a Espanha.


Existem outros percursos não menos importantes vindos de Portugal, do sul de Espanha que atravessava a cidade portuguesa de Chaves, e do oeste e norte da Europa por via marítima.


O Caminho de Santiago atingiu o máximo esplendor nos séculos XI e XII, e depois após a contra-reforma no início do século XVII por Portugal.


Nas últimas décadas voltou a ganhar protagonismo, sendo convertido num itinerário espiritual e cultural de primeira ordem.


Assim em 1993, O Caminho de Santiago de Compostela foi denominado como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO e em 2004, o Conselho da Europa reafirmou seu valor ao proclamá-lo como “Grande Itinerário Cultural da Europa”.


Rota do Caminho Francês


O Caminho de Santiago é composto por várias rotas e atravessa diversos países europeus.


O Brasil ocupa o 13° lugar na lista de nacionalidades de peregrinos que chegaram a Praça do Obradoiro em 2012, emitida pela Oficina de Peregrinos de Santiago de Compostela.


Rota do Caminho Francês