El Pelegrino - Curiosidades


Sobre:

A "Compostela"

Ao chegar a Praça del Obradoiro, em Compostela, é uma mistura de emoções que o peregrino sente.


Rota do Caminho Francês


É tamanha a satisfação do dever cumprido, que todo o cansaço acumulado é esquecido.


Alguns choram, outros ficam calados apenas contemplando a Catedral de Santiago e chega a hora de comemorar.


A distribuição generosa de abraços de confraternização entre os peregrinos segue por quase todo o dia.


Mas agora que o peregrino chegou a Catedral de Santiago, todos seguem para a Oficina do Peregrino para receber o certificado de sua peregrinação, "A Compostela ou Compostelana".


Escrita em latim, em certos casos até o nome (não foi o meu caso), a Compostela certifica que o peregrino chegou ao túmulo do Apóstolo de São Tiago por motivos religiosos ou culturais.


Na Oficina do Peregrino será verificado se o peregrino reúne as condições para recebê-la, através da conferência dos carimbos da Credencial.


Todo o peregrino tem o direito a receber a Compostela se fizer os 100 últimos kilometros a pé ou a cavalo, ou 200 km de bicicleta.


Lembrando que a credencial do peregrino pode ser obtida em albergues e igrejas em todo o Caminho de Santiago.



Tradução da Compostela

Rota do Caminho Francês



"O capítulo desta Venerável Igreja Apostólica e Metropolitana Compostelana, guardião do selo do Altar do Bem-aventurado Apóstolo Thiago, que a todos os Fiéis e Peregrinos vindos de todo o Orbe terrestre, por sentimento de devoção ou por motivo de promessa, à morada de Nosso Apóstolo Patrono e Protetor dos Espanhóis, São Thiago, fornece autêntico certificado de visitação, a todos e a cada um que vier examinar esta presente, faz saber que ....................... visitou devotamente este sacratíssimo Templo por motivo de fé.


A ele confiro o presente documento como testemunho, munido do selo desta mesma Santa Igreja.


Data de Compostela, dia ... do mês de .... do ano do Senhor .... .


Secretário Capitular"


No selo do documento está escrito: "Selo do Capítulo de São Thiago de Compostella"



Tradição e ritos da Compostela

Após receber a Compostela, o peregrino pela tradição, deve seguir alguns ritos para que a Indulgência dada pela Igreja em Anos Jacobeus seja completada.


Como por exemplo; se confessar, rezar e comungar dentro de 15 dias a sua chegada a Catedral de Santiago de Compostela, de preferência ao assistir a missa do peregrino na Catedral.


De costume é realizada a Missa dos Peregrinos todos os dias às 12:00hs e as 19hs00, onde o celebrante cita a quantidade de peregrinos de cada país de origem.


Esse controle é feito através da Oficina do Peregrino, por isso é importante chegar em Compostela até às 11:30hs.


Alguns ritos que eram realizados anos atrás não são mais possíveis, como colocar a mão no Pórtico da Glória e bater três vezes a cabeça na estátua de Mestre Matheus.


E para outros como; dar o abraço na Estátua do Apóstolo e visitar a tumba onde se acredita estar os seus restos mortais, deve-se ter um pouco de paciência e aguardar que a fila ande.


As missas do peregrino realizadas aos domingos tinham uma outra atração bem especial, que era a do "Botafumeiro".


Na Idade Média o Botafumeiro era usado para disfarçar o mal cheiro que os peregrinos exalavam na Catedral de Santiago de Compostela na hora da missa.


Hoje em dia para ver o espetáculo do Botafumeiro só é possível em dias especiais de celebrações ou se houver um patrocinador para pagar os custos cobrados pela Igreja.



Rota do Caminho Francês



São muitos os motivos que levam um peregrino rumo à Santiago de Compostela e aos poucos as tradições religiosas vão se adaptando ao tempos modernos, deixando para trás toda a história que envolvia a peregrinação.