El Pelegrino rumo à Santiago de Compostela pelo Caminho Português


Etapas Caminho
Português:

Caminho Fátima

Caminho Central

Caminho Português
Central

Caminho Costa

Caminho Central

Caminho Português

Caminhos:



Vigo a Redondela - 19 km.




Acordei cedo com o barulho do trânsito da cidade de Vigo, os caminhões do serviço de limpeza fazem um trabalho muito melhor do que o despertador do celular e são bem adiantados.


Se eles podiam estar na rua bem cedo trabalhando eu também poderia iniciar a minha rotina de peregrino e com a vantagem de não ter que perturbar ninguém com isso.


Como eu já tinha arrumado a mochila na noite anterior, uma prática que fui aprimorando durante os Caminhos que realizei, pois além de não fazer tanto barulho era muito mais prático.


A idéia era voltar até o local do dia anterior e recomeçar a caminhar de onde eu tinha deixado à última seta, próximo a Paróquia de São José Obreiro.


Mas antes de iniciar a etapa tem o desayuno, muito importante se a estratégia é chegar cedo a Redondela. São muitas opções de Café nos arredores do pequeno Hostal, entrei no primeiro que vi e tomei o tradicional desayuno de trradas, café com leite e suco de laranja.


Ainda estava escuro, mas o movimento na rua era grande, pessoas indo para o trabalho, crianças indo para a escola e apenas um peregrino indo para o Santiago de Compostela.


Acho que não passam muitos peregrinos por Vigo, pois a expressão no rosto das pessoas era engraçada, tipo quem é esse alienígena?!


Reencontrei as setas amarelas justamente quase em frente à Igreja. Perguntei ao Pároco sobre albergue no dia anterior e ele nem sabia que ali passava peregrino rumo à Santiago de Compostela.


Sem saber as setas me levaram para a mesma rua onde estava o Hostal, se eu soubesse o traçado teria seguido direto e economizado alguns passos, mas é assim mesmo, vou aprendendo.



E assim... Vigo vai ficando para trás!


Aos poucos Vigo vai ficando pra trás, onde o Caminho percorre ruas tranquilas do subúrbio e segue calmamente por uma trilha de caminhada.


Esse percurso tem pelo menos 6 km e é usado pelos moradores locais para exercitar ou passear com seus cachorros. Acredito que cada família espanhola deve ter pelo menos um cachorro. Ah, com certeza tem!


Em certo momento encontrei a seguinte situação… Seta para subir a ladeira e seta descendo a ladeira… E agora? Ambas as setas se encontram um pouco mais a frente, então não faria a menor diferença qual trecho percorrer.


Na hora segui as setas que seguiam por baixo, pois quando vi a marcação vermelho e branco da GR-1 pensei que era uma “Caminho” mais difícil, pois o pessoal não brinca em serviço.


Engraçado que quando eu analisei o traçado para colocar no Google Maps, vi que as duas opções possuem o mesmo nome e seguiam em paralelo para se encontrarem logo à frente. A vista da parte de cima deveria ser mais bonita!


O traçado dessa etapa é bastante interessante, o peregrino consegue ver a cidade de Vigo se distanciando enquanto vai se distraindo com a vista da Ria de Vigo com as suas embarcações e marisqueiras, para em seguida avistar Redondela no horizonte.


Em nenhum momento as setas amarelas percorrem a carreteira nacional, apesar de seguirem por várias ruas e vielas. Outra coisa bem interessante é que não há nenhum bar ou café desde Vigo.


Então o peregrino deve se precaver e carregar alguns mantimentos básicos para comer durante a etapa. Há três fontes de água sem indicação de serem potáveis, mas como vi um senhor bebendo daquela água, acredito que não há problema.


Antes de entrar em Redondela o peregrino precisa enfrentar o último desafio, que é atravessar a linha férrea e a Carreteira Nacional. Mas antes uma situação um pouco inusitada, quatro setas para seguir, amarela, verde, vermelha e preta. Que confusão!


A etapa pode ser feita em quatro horas facilmente, ou seja, o peregrino vai chegar a Redondela quase na hora do almoço. Pode ser que chegue antes da abertura do albergue que é às 13hs em ponto.


Se isso acontecer aguarde sentado num dos bancos em frente ao albergue, poderás acompanhar a chegada dos peregrinos que vem do Caminho Português Central antes da abertura das portas e trocar algumas palavras.



E Redondela vai se aproximando... Junto com o Caminho Português Central!


O Albergue Público de Peregrinos de Redondela funciona num bonito prédio, é equipado com dois grandes salões com 42 camas, refeitório, cozinha e tudo que os albergues da Junta de Galícia tem em comum, além é claro de máquinas de lavar e secar.


Então a dica é enquanto a máquina está lavando a roupa aproveite o tempo para almoçar, na volta coloca na máquina de secar e tire um cochilo. Simples e prático.


Aproveite para fazer isso enquanto o albergue está vazio, porque quando os primeiros peregrinos estiverem chegando de O Porriño ou Tui não dá mais para dormir e é nessa hora que o peregrino pode dar um passeio pela bonita cidade de Redondela e descobrir os seus encantos.


Uma delas é a Igreja paroquial de Santiago, na área mais alta da parte antiga da cidade e que foi várias vezes reconstruída, o edifício atual é do século XVI, de estilo gótico tardio.


Depois de ter caminhado vários dias sozinho é de se estranhar a movimentação de tantos peregrinos. Muito barulho, com abre e fecha porta a todo instante, o que já faz com que as lembranças das primeiras etapas do Caminho Português desde Lisboa surjam em minha cabeça com um pouco de saudades.


Ao conversar com alguns peregrinos descobri que muita gente faz o Caminho ao revés em direção ao Porto, Fátima e Lisboa. Encontrei com um peregrino colombiano que estava seguindo o guia do Antón Pombo, o mesmo que eu tinha na mochila.


Interessante esse fluxo contrário no Caminho Português e era de se imaginar que tivesse mais estrutura, já que o fluxo é em mão dupla e teoricamente mais dinheiro circulando nesse trajeto.


Infelizmente na época de Novembro a maioria dos estabelecimentos se encontrava com as portas fechadas e a única opção que servia o menu do peregrino era um restaurante na entrada da cidade .


Minha estratégia era diminuir o número de etapas e chegar a Santiago de Compostela em três dias, então a idéia era dormir cedo e acordar cedo, caminhar um pouco mais pra fazer três etapas em dois dias.


As etapas de Redondela, Pontevedra, Caldas de Reis e Padrón se tornariam Redondela à Portela e Portela à Padrón, 30 km cada uma. Não era mal para quem já está acostumado.


Uma amiga peregrina havia me dado uma informação sobre o Monastério de Herbón, mas eu teria que confirmar se o mesmo estava em funcionamento.



Topografia da etapa do Caminho Português da Costa


O albergue de Redondela fecha às portas às 22hs e desliga as luzes também, então, é bom realizar os preparativos para a etapa seguinte antes de isso acontecer.


Com todas as camas ocupadas e tantas conversas em paralelo eu só pensava numa coisa: “Espero que não ronquem muito esta noite”.


Mais uma etapa finalizada e a Catedral de Santiago de Compostela cada vez mais perto, o jeito é descansar, pois está chegando o final de mais um Caminho.


Próxima etapa: Portela... Ih!!! Acho que vai dar samba!




Fotos da Etapa:




Clique aqui para ver os Albergues da etapa!

  • 00 - Albergue xxxx
  • Endereço:
    Localidade:
    Telefone:
    E-mail:
    Site: #
    Propriedade: Privado
    Administração: Privado
    Manutenção:
    Obs: