El Pelegrino rumo à Santiago de Compostela pelo Caminho Português


Etapas Caminho
Português:

Caminho Fátima

Caminho Central

Caminho Português
Central

Caminho Costa

Caminho Central

Caminho Português

Caminhos:



Monsanto a Fátima - 32 km.




Pronto para mais uma etapa, a última até o Santuário de Nossa Senhora de Fátima. Após deixar as dependências da Casa Paroquial em ordem e deixar um donativo na caixa de ofertas é hora de retornar ao bar na rua de acesso a Igreja para um pequeno almoço (café da manhã).


Aproveite também para comprar algumas provisões e água, pois apesar de o Caminho passar por alguns vilarejos nunca se sabe a hora de ter fome, não é mesmo?! Além de que nessa etapa se encontra lugares perfeitos para uma parada estratégica para apreciar a paisagem e descansar.


Feito os preparativos é hora de retornar a caminhada rumo à Santiago de Compostela com uma para no Santuário de Fátima. Teoricamente as etapas não aumentam desde Lisboa, muito menos a quilometragem, mas acredito que para nós brasileiros uma visita a Fátima se faz quase que obrigatória!


Alguns peregrinos preferem seguir diretamente para Tomar seguindo as setas amarelas desde Santarém, e de lá seguir até Fátima de ônibus ou seguir pela variante aberta recentemente pela Associação dos Caminhos de Fátima chamada de Caminho Nascente.


Essa rota também pode ser feita ao contrário, de Fátima a Tomar, mas ainda não é muito conhecida e divulgada, é necessário se informar antes de segui-la, o que tentaremos fazer futuramente.


Iniciada a etapa, as setas seguem a esquerda da Igreja Paroquial em direção à área rural da vila. Ainda assim, o peregrino segue por calçamento e estradas asfaltadas.


A calmaria da zona rural só é alterada pela passagem de um trator ou caminhão levando a colheita de azeitonas para as cooperativas da região. Fora isso é difícil encontrar alguém pela estrada para pedir alguma informação.


Vez ou outra também é possível encontrar algum grupo de peregrinos portugueses seguindo para o Santuário. Seguem tranquilamente sem mochilas nas costas e com carros de apoio, afinal além de conhecerem bem o trajeto, alguns o fazem até seis vezes ao ano.


Outro fator marcante desta etapa é a barreira de morros que o peregrino deve encarar até chegar ao Santuário, nada muito agressivo como atravessar os Pirineus, mas quando se chega ao alto do primeiro morro é possível ver o que vem pela frente.


Isso acontece já na primeira hora de caminhada, nos cinco primeiros quilômetros, e ainda faltam mais vinte cinco pela frente. Recupere o fôlego e siga adiante, fazendo sempre as paradas necessárias para descanso e hidratação.


Ao atravessar a Serra de Santo Antônio, o peregrino já se encontra nos arredores do vilarejo de Minde, onde é possível encontrar bares, restaurantes, hospedagem, correios, mercados e o Quartel dos Bombeiros Voluntários, caso queira mais informações da etapa.



Painel em frente a Igreja de Monsanto.


Após a parada em Minde o peregrino já terá percorrido 1/3 da etapa e ainda muito alcatrão para percorrer pela frente. Mas que segue praticamente sobre as bênçãos de Nossa Senhora, pois o Caminho literalmente se chama estrada de Nossa Senhora de Fátima pelos próximos cinco quilômetros.


Logo em seguida a mesma estrada N360, retorna ao seu nome original, estrada de Minde e segue assim até a freguesia de Fátima.


Há essa hora o peregrino deve estar cheio de expectativas de chegar logo ao Santuário e cometer o erro de apressar o passo, isso não é bom, pois o aparecimento de lesões e tendinites não é nada bom, afinal ainda faltam muitas etapas para se chegar a Santiago de Compostela.


Tenha calma, descanse sempre que puder e principalmente se hidrate bastante. Apesar de que muito das elevações vistas anteriormente terem sido contornadas, fez com que o percurso tenha aumentado bastante.


Outra coisa que é necessário saber é que desde a placa de Bem-Vindo colocada na entrada da freguesia de Fátima ao Santuário ainda falta muito a percorrer e todo o trajeto é por estrada asfaltada, com pouco acostamento para caminhar.


Outro fator desgastante é que se no dia em que estiver fazendo essa etapa e tiver um dia quente... Pode aumentar o número de paradas para descanso, troque as meias e alongue, pois essa se mostrou uma etapa bem difícil e com sol o desgaste será muito grande.


A estrada de Minde acompanhará o peregrino até praticamente ao Santuário, haverá apenas um posto de gasolina com loja de conveniências para abastecer até a chegada ao Santuário, então se estiver precisando dar uma parda não pense duas vezes.


A chegada é pelo vilarejo de Aljustrel, falta pouco agora, menos do que cinco quilômetros. Mas com todo o peso dos dias anteriores nas costas, parecerá que está ficando cada vez mais longe.


Não desamine! Firme o passo e siga as setas mais um pouco. A essa altura já não vemos mais as setas amarelas, apenas as azuis indicam o Caminho.



E assim o Caminho de Santiago e o Caminho de Fátima seguem até o Santuário!


Quando o peregrino encontrar o burburinho das lojas, vendendo todo o tipo de mercadoria religiosa, é por que já se encontra nas vizinhanças do Santuário de Nossa Senhora de Fátima.


O Santuário possui vários pontos de acesso, é um local imenso, então se sentir um pouco perdido é só pedir informações a qualquer um ou simplesmente seguir em frente e entrar pela lateral do Santuário.


Se seguires em frente na rotatória, deverás dobrar a esquerda para entrar pelo acesso principal. Se pegares a opção da esquerda encontrará a entrada principal logo em seguida.


O Santuário de Nossa Senhora de Fátima é composto pela Igreja da Santíssima Trindade, pela Capela das Aparições de Nossa Senhora, pela Basílica de Nossa Senhora de Fátima, além de várias outras capelas e Museus.


Há missas todas as horas, além de procissões e pagamento de promessas por parte de peregrinos e religiosos. É um lugar único, de fé e espiritualidade.


Creio que ao chegar aqui você pode se sentir orgulhoso, pois ao contrário do que muitos pensam essa peregrinação também não é nada fácil. Isso porque as etapas são todas superiores a trinta quilômetros, com muito asfalto e dependendo da época, verão, por exemplo, pode ser exaustiva e até fatal.


Enfim, agora o peregrino deve se dirigir ao seu alojamento, pode escolher um dos vários hotéis da cidade ou procurar um abrigo que atenda somente a peregrinos que chegam ali caminhando.


Há um centro de apoio ao peregrino dentro do Santuário, próximo ao local onde se acendem as velas, ali eles poderão lhe dar alguma assistência. Caso esteja fechado, aqui vão as dicas de onde fica o albergue de acolhimento que fecha às 23hs.


Siga em direção à parte de trás da Basílica, onde o peregrino deve seguir para a saída do estacionamento. Ali na rotatória seguir para a direita e entrar na primeira rua a esquerda. No final da rua o peregrino encontrará a Casa de Acolhimento ao Peregrino São Bento Labre.


As acomodações são boas, quartos com quatro camas, ducha quente, uma cozinha e local para lavar e secar as roupas.



Topografia da 5ª etapa do Caminho Português


Nos arredores ainda é possível encontrar café/bar e restaurante com acesso a Wi-Fi, com preços bem acessíveis e cardápio bem variável.


Agora a melhor notícia, sua estadia poderá ser estendida no albergue por até três dias, isso lhe dará tempo para se recuperar, assistir missas, visitar os museus e participar da procissão das velas que acontecem todas as noites e que são belíssimas.


Aproveite esse tempo antes de seguir para Santiago de Compostela, a partir daqui o Caminho se torna mais brando, mas ainda falta muito até chegar ao destino final.


Próxima etapa... !



Fotos da Etapa:




Clique aqui para ver os Albergues da etapa!

  • 00 - Albergue xxxx
  • Endereço:
    Localidade:
    Telefone:
    E-mail:
    Site: #
    Propriedade: Privado
    Administração: Privado
    Manutenção:
    Obs: