El Pelegrino rumo à Santiago de Compostela


Etapas Caminho
Português:

Caminho Fátima

Caminho Português

Caminho Português
Central

Caminho Costa

Caminho Central

Caminho Português

Caminhos:



O Caminho Português


Maps: Associação do Caminho de Fátima.



Caminho Português de Santiago, Caminhos de Santiago dos Portugueses ou simplesmente Caminho Português são designações das rotas de peregrinação com origem em Portugal e destino ao túmulo do apóstolo Santiago Maior na Catedral de Santiago de Compostela, no centro da Galiza.


É um dos vários Caminhos de Santiago, o conjunto de rotas de peregrinação milenar mais importante da Europa, classificados desde 1998 como Património Mundial pela UNESCO.


É frequente que a designação de Caminho Português se refira apenas às rotas em território galego, embora num contexto mais alargado, essa designação se possa aplicar também às rotas que percorrem todo o território português, do Algarve até a Trás-os-Montes e Minho.


Fonte: Wikipédia.



Rotas costeiras

Os percursos das rotas costeiras do Caminho Português na Galiza são a continuação das rotas usadas pelos peregrinos provenientes do eixo Lisboa-Coimbra-Porto, que entram na Galiza cruzando o rio Minho.


Traçado Caminho Portugês pela Costa


No início a entrada em território galego era sempre feita por Tui, situada na margem do rio Minho oposta a Valença, pois só ali existia uma ponte sobre o rio.


Com a construção da ponte de Vila Nova de Cerveira-Goián e da criação do serviço de ferryboats entre Caminha e A Guarda, estas localidades passaram também a ser usadas pelos peregrinos como ponto de entrada na Galiza


Fonte: Wikipédia.



Rotas do interior

Estes caminhos históricos eram usados pelos peregrinos portugueses que encaminhavam à Santiago de Compostela através das rotas do interior de Portugal, alcançando os Caminhos espanhóis através do Caminho de Santiago Sanabrês, que deve o seu nome a Puebla de Sanabria, perto de Bragança.


Também chamado Caminho Galego do Sul, ou Caminho Moçárabe, embora esta útima designação também seja aplicada às rotas que percorrem o sul e centro da península Ibérica.


Algumas das rotas portuguesas do interior, por vezes designadas Caminho da Prata de Portugal, desembocavam no Caminho de Santiago da Prata, ou Ruta Jacobea de la Vía de la Plata, cujo eixo era a Via da Prata, paralela à fronteira luso-espanhola.


Traçado Caminho Portugês pela Costa


Para muitos autores, o percurso do Caminho de Santiago entre Ourense e Santiago de Compostela faz também parte do Caminho Sanabrês. Por este percurso, os peregrinos provenientes de Portugal entram na Galiza por Verín, situada 15 km a norte da fronteira de Chaves.


No território espanhol, todas estes percursos estão devidamente assinalados e estão dotados de infraestruturas para os peregrinos, nomeadamente trilhos e albergues.


Fonte: Wikipédia.



Sinalização

A sinalização do Caminho Português de Santiago iniciou-se há cerca de 25 anos, recorrendo ao sistema convencionado para toda a Europa para identificar de forma simples os itinerários jacobeus uma seta amarela pintada em muros, paredes, pavimentos, árvores, postes, etc, em todos os locais onde pudessem ocorrer dúvidas, particularmente nos cruzamentos e bifurcações.


Estas setas foram depois substituídas no troço galego por uma solução definitiva marcos de pedra com a distância quilométrica à Catedral de Santiago, incluindo um azulejo azul com uma vieira amarela posicionada de acordo com o sentido da marcha ou, noutros casos, apenas o mesmo azulejo colado em paredes e muros.


Em Portugal têm-se mantido as setas amarelas, periodicamente retocadas, constituindo uma solução que, embora provisória, é absolutamente segura. Contudo, está já em curso a fixação definitiva de setas metálicas amarelas em todo o percurso, do Porto a Valença.


Para possibilitar a indicação do Caminho no sentido oposto, nomeadamente para orientação dos Peregrinos que de Santiago de Compostela se dirigem a Fátima, encontrarás também setas azuis que identificam o Caminho de Fátima, de Valença até ao Porto.


Sinalização comum no Caminho Portugês


Chama ainda a atenção uma sinalização constituída por dois traços, um vermelho e um branco, que encontrarás pelo menos entre Rates e Barcelos e entre Ponte de Lima e Valença. E á indicação da GR11-E9, um itinerário que tem origem em S. Petersburgo, na Rússia, atravessa toda a Europa e termina em Portugal na casa de S. Vicente.


Trata-se de um percurso pedestre definido em Portugal pela Federação de Campismo. Também designado Caminho de Santiago, não corresponde integralmente ao traçado do Caminho Português, por incluir alternativas pontuais aos troços existentes com pavimentação betuminosa.


Nesta sinalização dois traços paralelos indicam a direcção certa, dois em aspa a direcção errada e quando o vermelho se apresenta em ângulo reto significa a mudança de direcção para a direita ou para a esquerda.



Dificuldades

Para aqueles que decidirem iniciar a peregrinação desde Lisboa aqui vai um conselho... Apesar de não ter encontrado dificuldade na leitura do Caminho Português que está muito bem sinalizado desde Lisboa, isso não implica que o traçado escolhido pelos responsáveis seja o dos melhores.


Digo isso pois achei que algumas etapas foram demasiadamente longas, e se você estiver contando com a estrutura igual ao do Caminho Francês, pode tirar o cavalinho da chuva!


Informação de Hostel no Caminho Portugês


Para se ter a idéia do que estou falando, a primeira etapa estava prevista para ter 31km e caminhei 38.5km, sem falar que nessa etapa não há nenhum tipo de albergue de peregrino, apenas pensões que em Portugal são chamadas de "Dormidas".


Uma coisa que também me incomodou é que são duas ou mais associações fazendo a manutenção do "Caminho", a Associação do Caminho de Fátima, a Associação Portuguesa do Caminho de Santiago, a Via Lusitana e as Associações locais.


Sem falar dos desvios efetuados pelos comerciantes levando o peregrino a caminhar um pouco mais, mas isso até que não é muito incômodo, pois a estrutura é bastante escassa no Caminho Português e se você encontrar a sinalização de bar, "Agradeça"!


Ou seja, esteja preparado para caminhar longas distâncias e sempre carregue pelo menos 2 litros de água, pelo menos até chegar a cidade do Porto, onde as condições melhoram bastante.


Outra coisa essencial é o colete reflexivo!!! Uso obrigatório para quem iniciar a peregrinação em Lisboa. Não é bricadeira caminhar ao lado das rodovias!!!


Tem que nervos de peregrino!!!



Atrativos

Ah!!! É penoso? É!


Mas o Caminho Português de Santiago de Compostela oferece muitas atrações. São Castelos, Catedrais, Igrejas e Pontes da era medieval, Vilas e calçadas Romanas, Museus de todos os tipos e muita comida típica portuguesa.


Sem falar que saindo de Lisboa há a opção de seguir até o Santuário de Fátima e retornar ao Caminho sem muita dificuldade. Há aqueles que seguem pelo Caminho até a cidade de Tomar e visitam o Santuário de ônibus.


Há aqueles que preferem iniciar o Caminho na Cidade do Porto, há aqueles que preferem o Caminho Português da Costa em vez do Caminho Português do Interior, ou até seguir pelo Caminho Sanabrés.


Vila Romana um dos atrativos do Caminho Portugês


Enfim, são muitas possibilidades e atrações, mas a que eu vou citar agora é a melhor para os brasileiros... O idioma nesse Caminho é o português!!!! É claro que o português de Portugal é muito diferente do português do Brasil, mas é muito bom ouvir o sotaque dos colonizadores!


Ao lado você encontrará todas as etapas, com as distâncias, dicas de alojamento e as atrações de cada uma. Em breve, após a compilação de todas as informações colhidas nessa caminhada lançarei mais um Guia "Meus Caminhos Rumo à Santiago de Compostela".


Agradeço a visita, boa leitura e Bom Caminho!



Material de Apoio

Pesquisando na internet encontra-se diversos sites com referência ao Caminho Português e de Fátima. Dentre muitos pesquisados, deixo aqui o link dos dois melhores sobre o assunto:


Sites úteis:


Guias & informativos:

Mapas de Lisboa:







Deixe aqui o seu comentário: